80% DOS SERVIDORES TÊM AÇÕES TRABALHISTAS CONTRA A PREFEITURA

29 de junho de 2015

O “fermento” que representa os passivos da Prefeitura não para de fazer o “bolo’ do endividamento crescer. A dívida atual que chega a quase R$ 400 milhões poderá engessar a administração pública nos próximos anos.
Os sequestros judiciais trabalhistas ordenados pela Justiça obrigando a Prefeitura a pagar dívidas com servidores municipais são apenas a “ponta do iceberg” diante da atual realidade do endividamento do município. Para se ter idéia, os mais de 50 milhões em precatórios e os montantes mensais a pagar em Reposições de Pequenos Valores (RPV), que ultrapassam em cada uma das duas varas judiciais a R$ 1 milhão, são apenas parte do passivo em débitos com Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), AES Sul e fornecedores, que somados, totalizam cerca de R$ 390 milhões. Os dados são do Sindicato dos Municipários de Uruguaiana (Simur).


Fonte: Diário da Fronteira

© Védera Nutrição Animal - Todos os direitos reservados.

- AOVIVO - Informação 24h de plantão