Banco de Alimentos de Uruguaiana engajado para acabar com a fome.

4 de agosto de 2015

Uma das maiores iniciativas do Rio Grande do Sul (RS) para acabar com a fome ou, pelo menos, contribuir para diminuir os números, foi a criação do Banco de Alimentos – Uma ação empresarial pela cidadania. Trata-se de uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), sem fins lucrativos e constituído por um grupo de empresas e instituições não-governamentais.
O Banco de Alimentos do RS foi criado em Porto Alegre, no ano 2000, sendo o primeiro do Brasil. Desde então, começou a ajudar multidões de pessoas com a alimentação em todo o Estado.
Em Uruguaiana a unidade do Banco de Alimentos funciona desde 2010, tendo à frente Edna Albuquerque. Ela abraçou a causa, trabalhando diariamente para que a distribuição ocorresse de maneira tranquila, alcançando as pessoas certas, através de parcerias com entidades e empresas que auxiliam mensalmente para que o Banco de Alimentos funcione corretamente.
Doações
Atualmente o Banco de Alimentos de Uruguaiana auxilia cerca de 20 entidades, que são responsáveis pela distribuição dos alimentos doados às famílias assistidas por eles. “Não doamos para pessoas, mas para as entidades”, explica Edna. Ela lembra que em cada doação se cuida a quantidade de alimentos, de modo que não seja um número exagerado, a fim de evitar o desperdício e o desvio dos mesmos”.
Conforme Edna, mensalmente é realizada a doação dos alimentos enviados pelo Banco de Alimentos de Porto Alegre, somado aos alimentos arrecadados no Hipermercado Big, durante o “Sábado Solidário”. “Somente no Big captamos uma média de 800 mil quilos de alimentos não perecíveis, que são doados pelas pessoas que estão fazendo compras naquele dia. É muito gratificante, sentimos que a comunidade gosta de participar, de ajudar, de acolher a iniciativa”, declara Edna.
Cursos
Além da distribuição de alimentos, o Banco de Alimentos realiza, periodicamente, cursos de aperfeiçoamento para líderes comunitários, incluindo “Boas Práticas e Manipulação de Alimentos”, “Aproveitamento de Alimentos” e “Panificação”, levando em consideração que essas pessoas são as responsáveis em manusear os alimentos, separar, distribuir.
Parcerias
O Banco de Alimentos de Uruguaiana apesar de não possuir sede própria, conta com a ajuda de empresas, transportadoras, clubes de serviços e escolas para manter seu funcionamento, os quais auxiliam na logística, coleta, distribuição e armazenamento dos alimentos; no entanto, o Banco de Alimentos de nossa cidade ainda carece de um transporte para realizar a distribuição de hortigranjeiros dentro da zona urbana.
Atualmente o escritório do Banco de Alimentos de Uruguaiana funciona em anexo à Associação Comercial e Industrial de Uruguaiana – ACIU, parceira da rede.

Por: Giovana Petrocele 

© Védera Nutrição Animal - Todos os direitos reservados.

- AOVIVO - Informação 24h de plantão