Câmara dos Deputados aprova cota para compra de leite direto de produtor para merenda escolar

10 de maio de 2021

Tags:

A Câmara dos Deputados aprovou, na quinta (6), uma proposta que cria cota para o leite nacional comprado para a merenda escolar. A matéria segue para votação do Senado Federal. O projeto prevê que 40% do leite sejam adquiridos de forma fluida (leite líquido higienizado e resfriado), de laticínios locais ou de regiões adjacentes, com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

De acordo com as informações divulgadas nesta sexta-feira (07.05), a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) apoia o substitutivo do relator, deputado Carlos Jordy (PSL-RJ), ao Projeto de Lei 3292/2020, do deputado Vitor Hugo (PSL-GO), que defende a promoção da compra de leite produzido por empreendedores familiares rurais e os demais abrangidos pela Lei 11.326/2006 (Lei da Agricultura Familiar).De acordo com a assessora técnica da CNA, Marina Zimmermann, a entidade acredita que o PL aprovado visa fomentar a cadeia de bovinocultura de leite voltada aos pequenos empreendedores rurais. “A essência do PL promove fomento à atividade do pequeno produtor de leite, oferecido pela segurança do escoamento da sua produção a preços justos e de mercado e que poderá promover novos ciclos virtuosos no setor, como a busca por profissionalização, capacitação e uso de novos métodos e tecnologias”, afirmou.

Marina disse ainda que o texto apresentado poderá incentivar o desenvolvimento dos consórcios intermunicipais e dos Serviços de Inspeções Municipais (SIM), resultando em oferta de matérias-primas com qualidade garantida. (Agrolink)