Com gol de Nilton, Inter vence e se reabilita

10 de setembro de 2015

O Inter bateu o Palmeiras por 1 a 0, no Beira-Rio, e voltou a crescer na tabela do Brasileirão. Agora, está um ponto atrás do Palmeiras, o clube que será o principal rival colorado em setembro. Afinal, o Palmeiras é o adversário do Inter nas quartas de final da Copa do Brasil. Se enfrentarão nos dias 23 (em Porto Alegre) e 30 (em São Paulo). O Inter terminou o jogo com três lesionados: D’Alessandro, Valdívia, Nilton e Sasha _ esse último também recebeu o terceiro amarelo e está suspenso. No sábado, o Inter enfrentará o Coritiba, no Couto Pereira. 
Após um início de jogo truncado e até nervoso (Réver e D’Alessandro se desentenderam com os seus marcadores), quando o Palmeiras conseguiu exercer forte marcação sobre o Inter, um lance de bola parada, bem treinado por Argel, levou alívio e desensinou o ambiente no Beira-Rio. Aos 19 minutos, D’Alessandro cobrou uma falta lateral e bateu para a área, onde Nilton se antecipou à zaga e desviou de cabeça, no ângulo. 


O 1 a 0 marcou também o 100º gol do novo Beira-Rio. O Inter ainda controlava as ações quando, aos 28 minutos, D’Alessandro pediu substituição _ sofreu uma contratura muscular na região lombar. Não suportou as dores nas costas e Alex assumiu o seu lugar.


Mesmo com cinco suplentes, o Palmeiras começou a avançar e se tornou presença constante na área colorada. Aos 31, Muriel fez uma defesa salvador em chute do volante Andrei, de dentro da área. Apesar do gol, o Inter não conseguia ser criativo no ataque.


Os minutos finais do primeiro tempo foram de interpretações errôneas do árbitro Wagner Reway. O zagueiro do Palmeiras Leandro Almeida deveria ter sido expulso, por repetições de faltas duras em Valdívia (duas vezes) e em D’Alessandro. Mas recebeu apenas o cartão amarelo. No último lance, Valdívia ainda escorou para Alex, que bateu mascado e pressionado por três defensores, facilitando a defesa de Prass.


– Fizemos o gol no começo, o que nos deu tranquilidade. Mas a equipe deles está marcando muito forte – comentou Valdívia, no intervalo.


O curioso foi que, com um minuto do segundo tempo, Reway expulsou Leandro Almeida assim que o zagueiro cometeu mais uma falta dura em Valdívia. Com um jogador a mais, o Inter encorpou no jogo e voltou a se mostrar um time ofensivo.
As chances de gol se repetiram com Vitinho, Alex  e Valdívia. Mas o 1 a 0 persistia, ainda que o Palmeiras não aparentasse conseguir o empate. Ainda que Muriel tivesse feito apenas uma defesa na partida inteira, foram os paulistas que assumiram o jogo a partir dos 20 minutos. Com um a mais em campo, o Inter parecia satisfeito em se retrancar e sair em contra-ataques.


Aos 37 minutos, o jogo ficou um pouco mais dramático quando Nilton foi merecidamente expulso, por cometer uma falta grosseira no lateral João Paulo. Com 10 contra 10, o Inter foi pressionado até os minutos finais, mas conseguiu resistir. Mas, cuidado, Inter: o Palmeiras da Copa do Brasil estará completo e decidirá o mata-mata em casa.

Fonte: Zero Hora

© Védera Nutrição Animal - Todos os direitos reservados.

- AOVIVO - Informação 24h de plantão