Inter vence o América-MG por 3 a 1 e retoma liderança

13 de junho de 2016

 Foto: Fabiano do Amaral
O Inter passou por alguns sustos, mas venceu o América-MG por 3 a 1, neste sábado, no Beira-Rio. Após empilharem dois gols com Aylon, os comandados de Argel Fucks deixaram os mineiros controlarem o jogo e descontarem, mas melhoraram na segunda etapa e garantiram a vitória para seguir na disputa pela liderança.
O resultado leva o Colorado a 16 pontos no Brasileirão. E equipe espera os resultados de Corinthians e Grêmio para ver se continua líder. O América segue na zona da degola, com cinco pontos somados. O próximo desafio colorado é contra o Atlético-MG, quinta-feira, no Beira-Rio.
Gols relâmpago
Logo na arrancada do primeiro tempo, a pressão colorada foi avassaladora. Aos dois minutos o placar já não estava zerado: William acreditou em lançamento na direita e cruzou para a área. Aylon, esperto, antecipou a marcação e enquadrou o corpo para chutar na saída do goleiro e anotar 1 a 0.
Aos cinco minutos, o 2 a 0. Artur disparou pela esquerda, a zaga não acompanhou e ele cruzou na marca do pênalti, Aylon aparou no ar de voleio e mandou para o fundo das redes. Depois disso, os comandados de Argel Fucks sofreram com a pressão do América.
Homenagem ao eterno capitão: F9
O sábado foi de homenagem ao eterno capitão capitão colorado, Fernandão, que morreu num acidente de helicóptero há dois anos. Fernandão, ergueu a taça da Libertadores 2006 e do Mundial do mesmo ano. E virou um símbolo entre os colorados. O placar eletrônico do Beira-Rio mostrou o número 9 em destaque aos nove minutos do primeiro e segundo tempo. Muitos aplausos e emoção no estádio. Fernandão usou a camisa 9 durante sua exitosa passagem pelo Colorado
Pressão e muito trabalho para o goleiro
Danilo Fernandes, por conta disso, teve muito trabalho. Aos 14, salvou no canto esquerdo uma cabeçada certeira de Osman. Quatro minutos depois, contudo, a vitória tranquila virou de ponta cabeça. Eduardo cobrou falta na área e sobrou para Suéliton na confusão. O zagueiro mandou uma bomba no ângulo direito, sem chances para o goleiro.
E a equipe mineira não parou por aí, percebendo que o sistema defensivo do Inter apresentava dificuldades. Danilo teve a oportunidade da entrada da área e o goleiro colorado despachou para escanteio. Depois, Borges perdeu o gol ao cabecear a dois passos da pequena área. Ele mandou por cima, com a marcação já fora da disputa.
Chance para o Colorado, só no fim da etapa. Aos 41 minutos, Alan Costa cabeceou para trás em cobrança de escanteio e Alex pegou o rebote. Ele chutou forte, mas sobre a meta.
Inter equilibra e abre vantagem
O segundo tempo começou sem que o Inter conseguisse tomar as rédeas do jogo. Antes do primeiro minuto, Eduardo perdeu o gol de empate. Osman foi lançado na esquerda, tocou para o atacante que que chutou quase da pequena área, mas mandou para fora.
Aos quatro, Eduardo limpou a marcação, lançou Borges, mas Danilo Fernandes se antecipou para cortar e evitar mais um gol. Argel sacou Alex e mandou Anderson a campo, e a troca deu mais consistência e controle para o Colorado no meio, freando o ímpeto dos visitantes
Após equilibrar a partida, o Inter chegou ao terceiro gol. Aos 26 minutos, Ferrareis foi derrubado ao lado da área, pela direita. William cruzou, o goleiro titubeou na hora de sair e Ernando chegou antes para cabecear para o 3 a 1, descomplicando de vez a vida no Beira-Rio.
Vitinho teve chance de ampliar em cobrança de falta aos 30 minutos. Ele bateu forte triscando o ângulo esquerdo, mas para fora. Aos 36, ele fez jogada individual, invadiu a área pela direita e chutou forte, carimbando o travessão. A essas alturas, Ferrareis já tinha dado lugar a Dourado, voltando ao time após longa ausência para reforçar a marcação.
Brasileirão – 7ª rodada
Inter 3
Danilo Fernandes; William, Alan, Ernando e Artur (Gefferson); Fernando Bob, Fabinho, Gustavo Ferrareis (Rodrigo Dourado) e Alex (Anderson); Aylon e Vitinho. Técnico: Argel.
América-MG 1
João Ricardo; Hélder, Sueliton, Adalberto e Danilo; Leandro Guerreiro (Sávio), Juninho, Ernanes (Tiago Luís) e Eduardo (Alan Mineiro); Osman e Borges. Técnico: Sérgio Vieira.
Gols: Aylon  (2min/1ºT e 5min/1ºT) e Ernando (27min/2ºT) para o Inter; Suéliton (19min/1ºT), para o América.
Cartões amarelos: Fernando Bob, Artur (I); Leandro Guerreiro, Hélder (A).
Público: 18.028.
Renda: R$ 448.317,00.
Arbitragem: Luiz Flavio de Oliveira, auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (trio de SP).
Local: Beira-Rio.(Correio do Povo)

© Védera Nutrição Animal - Todos os direitos reservados.

- AOVIVO - Informação 24h de plantão