MST desocupa área em Eldorado do Sul

17 de maio de 2016

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) saíram, até o início da madrugada desta terça-feira, de fazenda ocupada em Eldorado do Sul. O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul marcou para hoje a reintegração de posse. Conforme a Corte, o pedido de reintegração da fazenda Tio Faustino foi ajuizado ainda em 26 de abril, mesma data da ocupação. Conforme o juiz Marcos Henrique Reichelt, um contrato de arrendamento apresentado por duas partes interessadas na reintegração comprova o “cumprimento da função social” do espaço.
No entanto, segundo o MST, a área de aproximadamente 400 hectares está abandonada há mais de oito anos e não é utilizada para a agricultura. Os cerca de 300 sem-terra que estavam no local queriam a destinação do espaço para a reforma agrária.
A assessoria de imprensa encaminhou nota apontando a garantia recebida de que a fazenda está em processo de desapropriação, que deve se confirmar em breve. A nota cita, ainda, que o superintendente regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra/RS), Roberto Ramos, garante que o local já foi vistoriada pelo Instituto em 2014, e teve a improdutividade comprovada.
Fonte: Radio Guaiba

© Védera Nutrição Animal - Todos os direitos reservados.

- AOVIVO - Informação 24h de plantão