O Ministério Público do RS ingressou com ação civil pública contra a Fifa e o Sport Clube Internacional pedindo ressarcimento

14 de junho de 2016

Foto: Mirele Pacheco
O MP-RS (Ministério Público do Rio Grande do Sul) ingressou com ação civil pública contra a Fifa (entidade máxima do futebol mundial) e o Sport Club Internacional requerendo o ressarcimento aos cofres do Estado de 22.128.316,53 reais, referentes a gastos com as estruturas temporárias no Estádio Beira-Rio durante a Copa do Mundo de 2014. No documento, os promotores de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Porto Alegre Nilson de Oliveira Rodrigues Filho e Tiago Moreira da Silva pedem, também, que o Estado do Rio Grande do Sul seja notificado para que manifeste interesse em compor o polo ativo da demanda.
Na ação, os promotores ressaltam que tanto o Contrato de Estádio quanto seu Aditivo (no qual restaram pactuadas as estruturas temporárias) foram firmados apenas entre a Fifa e o Internacional. Para o MP-RS, as circunstâncias que permearam a assinatura do Contrato de Estádio e seu Aditivo evidenciam a inegável prática de abuso de direito pela Fifa.(O SUL)

© Védera Nutrição Animal - Todos os direitos reservados.

- AOVIVO - Informação 24h de plantão