Operação da Polícia Federal mira pessoas ligadas ao ex-presidente Lula

20 de maio de 2016

Tags:Brasil
Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula
A PF (Polícia Federal) cumpriu nesta sexta-feira (20), em São Paulo e Santos (SP), quatro mandados de busca e apreensão e dois de condução coercitiva em uma operação que envolve pessoas ligadas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A ação, batizada de Janus, apura um suposto esquema de tráfico de influência.
Um dos alvos de mandado de condução coercitiva é o empresário Taiguara Rodrigues dos Santos, sobrinho da primeira mulher de Lula,  Maria de Lourdes da Silva, que morreu na década de 1970. Já as empresas onde foram cumpridos os mandados de busca e apreensão são ligadas ao Grupo Odebrecht, investigado pela Operação Lava-Jato por envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras.
Taiguara é dono da Exergia, uma empresa sediada em Santos que foi contratada pela Odebrecht para atuar em um empreendimento da construtora em Angola. A empreiteira brasileira executou, em 2012, as obras de ampliação e modernização da hidrelétrica de Cambambe. No mesmo ano, a Odebrecht obteve um financiamento do BNDES para executar o projeto no continente africano.
Segundo a PF, a Operação Janus pretende investigar se a Odebrecht utilizou os contratos com a empresa do sobrinho da ex-mulher de Lula para pagar “vantagens indevidas”. A apuração, informou a assessoria da corporação, teve início quando foi enviado para a PF um procedimento de investigação criminal do Ministério Público Federal que solicitava a apuração de suposto pagamento de propina pela Odebrecht, entre 2011 e 2014, em troca de facilidades na obtenção de empréstimos de interesse da empreiteira junto ao BNDES. (AG)

© Védera Nutrição Animal - Todos os direitos reservados.

- AOVIVO - Informação 24h de plantão