Tempestades e nevascas deixam mais de 60 mortos na Europa

13 de janeiro de 2017

Tags:
Crédito: Reprodução
Uma onda de frio acompanhada por fortes tempestades na Europa provocou a morte de duas mulheres, uma na Albânia e outra na França, e perturbou durante a noite de quinta-feira (12) o fornecimento de energia elétrica de centenas de milhares de lares.
No total, o mau tempo provocou a morte de mais de 60 pessoas desde o fim de semana passado na Europa. Na Albânia, uma mulher de 61 anos foi encontrada morta diante do edifício onde vivia, em Saranda, sul do país, segundo a polícia. O balanço chega a oito mortos na Albânia desde sábado (7).
No sudeste da França, uma “forte tempestade invernal extremamente violenta” batizada de Egon provocou nesta sexta-feira (13) a morte de uma mulher de 43 anos, esmagada pela queda de uma árvore arrancada pelo vento.
“O cipreste caiu sobre ela quando se preparava para levar seus filhos à escola. Morreu na hora”, contou uma testemunha. Na noite de quinta-feira, 330 mil lares ficaram sem eletricidade, segundo a Enedis, companhia que administra a rede de distribuição.
Um trem Thalys, que une a França com Bélgica, Holanda e Alemanha, ficou bloqueado durante várias horas no norte da França.Devido aos violentos ventos foi realizada a evacuação de mais de mil pessoas presentes no trem. No Reino Unido, as importantes marés e o mau tempo incitaram a agência meteorológica a emitir doze alertas de riscos graves de inundação.
As autoridades mobilizaram uma centena de soldados na cidade costeira de Skegness (leste da Inglaterra) para ajudar a população e realizar uma eventual evacuação de 3 mil residentes. “Nossa prioridade absoluta é proteger as pessoas, as casas e as empresas”, disse Therese Coffrey, secretária de Estado de Meio Ambiente.
“Por isso, temos soldados em terra, que contribuem para alertar e evacuar as pessoas”, acrescentou. Na Alemanha, a tempestade Egon provocou danos em várias regiões do país, que nesta sexta-feira se preparava para grandes nevascas – de até 30 centímetros – no centro e no oeste, segundo a agência meteorológica alemã.
Na Bélgica, milhares de lares ficaram sem eletricidade na noite de quinta-feira, principalmente em Namur. Na Holanda, a administração de zonas do litoral se preparou para enfrentar um aumento do nível das águas, consequência da tempestade e da chuva dos últimos dias.
Foram fechados os diques em vários locais da costa. Também é possível que o Maeslantkering, grande barreira localizada na entrada do porto de Rotterdam, seja fechado.Em Amsterdã e seus arredores, as bombas foram ligadas para baixar o nível da água nos poderes.
Na Suíça, uma violenta tempestade atingiu o país. Estão previstas nevascas para o fim de semana. O mau tempo impactou nos trens e perturbou várias linhas no norte do país, do lado da Basileia.  (O SUL)

© Védera Nutrição Animal - Todos os direitos reservados.

- AOVIVO - Informação 24h de plantão