Ypiranga 2 x 1 Botafogo – Canário voa para o G4 da Série C

30 de maio de 2016

Foto: Divulgação/Rogerio Moroti-Botafogo(SP)
Botafogo precisava de uma vitória para assumir a liderança isolada do Grupo B do Campeonato Brasileiro da Série C, mas sabia que a missão não seria fácil. E não foi. Na tarde deste domingo, o Pantera perdeu para o Ypiranga, por 2 a 1, no Estádio Colosso da Lagoa, no complemento da segunda rodada.

Ainda invicto na competição, o Canário chegou aos mesmos quatro pontos que Juventude, Boa Esporte e Guarani, mas está na quarta colocação por causa dos critérios de desempate. Já o Botafogo perdeu a invencibilidade na competição e, além de não assumir a liderança, deixou o G4 e caiu para a quinta colocação, com três pontos.

Alguns torcedores ainda entravam no estádio quando o Botafogo quase surpreendeu e abriu o placar, aos dois minutos. Pela direita, Daniel Borges cruzou e Samuel Borges desperdiçou chance incrível, mandando por cima. A resposta do Ypiranga veio na sequência, mas a cabeçada de Micael passou raspando a trave de Neneca. Aos 12, por muito pouco os donos da casa não marcaram.

Neneca saiu mal ao tentar cortar cruzamento, mas Túlio Renan não alcançou e Léo, na sequência, finalizou muito fraco, mandando nas mãos do goleiro tricolor. Aos 18 minutos, Túlio Renan fez boa jogada individual, deixou um adversário no chão, mas na hora da finalização bateu mal. Melhor em campo, o Canário marcou aos 20.
Após cobrança de escanteio, a bola ficou viva dentro da área e Léo soltou a bomba, estufando as redes de Neneca. Túlio Renan fez mais uma boa jogada e cruzou, mas Jessé desviou pela linha de fundo. Aos 39 minutos, Túlio Renan recebeu dentro da área e, ao tentar passar por Neneca, foi derrubado pelo goleiro tricolor. João Paulo cobrou bem e ampliou.
PANTERA DIMINUI
No começo do segundo tempo, Zotti, que substituiu Augusto Ramos no intervalo, invadiu a área e finalizou para defesa de Carlão, que mandou pela linha de fundo com os pés. Pelo alto, o Ypiranga levou perigo com Jessé, mas a cabeçada do volante saiu ao lado do gol. Na frente do placar, o time gaúcho não se arriscava tanto no ataque, priorizando mais a marcação.
Aos 20, Diego Pituca arriscou de longe e Carlão fez a defesa em dois tempos. O tempo ia passando e o Pantera não conseguia diminuir, deixando a situação cada vez mais complicada. Por cêra, o goleiro do Ypiranga foi amarelado aos 27. Na sequência, Paulinho soltou a bomba de fora da área e a bola explodiu no travessão. Quase o gol do Botafogo.
No fim do jogo, Alemão passou para João Paulo, mas Neneca se antecipou ao atacante do Ypiranga e segurou a bola. Aos 46, Daniel Borges foi derrubado dentro da área e a arbitragem assinalou pênalti no lateral. Alemão cobrou, Carlão defendeu e o atacante marcou no rebote, diminuindo para o Pantera.
PRÓXIMOS JOGOS
O Ypiranga volta a campo no próximo sábado contra a Portuguesa, às 16 horas, no Canindé, em São Paulo. No domingo, o Botafogo recebe o Boa Esporte, também às 16 horas, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto. Os jogos são válidos pela terceira rodada. (Futebol Interior)

© Védera Nutrição Animal - Todos os direitos reservados.

- AOVIVO - Informação 24h de plantão