Lamborghini tem apiário próprio com produção média de 430 Kg ano

12 de julho de 2021

Tags:

Desde 2009, a italiana Automobili Lamborghini tomou medidas para integrar metas sustentáveis em sua estratégia de desenvolvimento de negócios. Em 2021, lançou um novo programa, Direzione Cor Tauri, para nos guiar durante a próxima década. Tendo como objetivo reduzir o impacto ambiental e continuar a criar carros super esportivos de alta performance.

Em 2011 com a criação do Parque Lamborghini de Sant’Agata Bolognese, que envolveu o plantio de 10.000 carvalhos, cerca de 330 toneladas de CO2 foram absorvidas em dez anos. Um resultado incrível! 

Com isso a Lamborghini também resgatou nossas amigas abelhas instalando um apiário com cerca de 600.000 abelhas dentro do Parque Lamborghini em 2016. Graças à atividade de biomonitoramento, a cada ano são produzidos 430 kg de mel, que é distribuído aos funcionários como presente de Natal, com a marca comemorativa Miele Tiglio e Meliloto.

Duas câmeras permitem observar de perto os hábitos das abelhas, oferecendo informações muito mais aprofundadas aos estudos que estão sendo realizados. A partir das análises das matrizes das colmeias (mel, cera e abelhas em si), a empresa em colaboração com profissionais entomológicos e apícolas, pode detectar uma grande variedade de poluentes ambientais: pesticidas empregados na agricultura e em espaços urbanos e privados ecologicamente corretos, metais pesados, dioxinas e alguns outros. Esta investigação é fundamental para o manejo da poluição do ar no entorno da fábrica e da região habitada de Sant’Agata Bolognese, graças ao enorme alcance das abelhas, ou seja, seu voo para adquirir néctar e pólen, em um raio próximo a 3 km.

A tarefa realizada pela Automobili Lamborghini tem sido ainda mais enriquecida por uma pesquisa experimental para biomonitoramento de colônias de abelhas solitárias. As abelhas solitárias variam entre as sociais pelo seu raio mais curto (200 metros) e devido ao fato de cada fêmea individual cuidar de sua prole pessoal, em contraste com as abelhas sociais que só cuidam da prole da abelha rainha. As colônias, construídas de casas de junco posicionadas dentro do Parque Lamborghini e nas proximidades do site de produção, tornam provável a observação de lugares mais específicos, graças ao raio mais curto, e a coleta de dados eficientes adicionais para descobrir a impressão ambiental da região.

O empreendimento de biomonitoramento de abelhas é parte de uma abordagem de sustentabilidade ambiental mais ampla que a Lamborghini vem buscando desde 2009 e que levou a organização a receber a certificação como empresa neutra de CO² em 2015, que foi gerenciada mesmo após a duplicação moderna da produção .(3Pátrias)